44 | Os Anti-Heróis


Baixar MP3Baixar ZIPAssinar o Feed

 

Neste episódio, Rafael Franças (@literariocast), Anna Schermak (@annaschermak) e o convidado Mustefaga (@nerdcetera) bateram um papo sobre algumas das características dos anti-heróis e citaram os seus favoritos.

 

Visite as redes sociais do convidado

 

Mustefaga – Facebook | Twitter | Canal

 

Não deixe de conferir

 

ZaaHost – Sites com Segurança, Qualidade e Suporte 24h!

 

Programa comentado

 

LITERÁRIOCAST 43 | Viagens Literárias

 

Obras comentadas

 

Grafic Novel – Watchmen

Série – House

Série – Dexter

Filme – O Poderoso Chefão

HQ – Hellblazer

Filme – Taxi Driver

Livro – Dom Quixote

Livro – As Aventuras De Sherlock Holmes

 

Dica da Vez

 

Livro – The Walking Dead – a Ascensão do Governador

HQ – A Saga do Monstro do Pântano

Livro – PDM

 

Acompanhe os próximos programas

 

Assine o LiterárioCast no iTuneshttp://itunes.literariocast.com/

Curta nossa Fan Pagewww.facebook.com/literariocast

Nos siga no Twitterhttps://twitter.com/literariocast

Nos siga no Google+https://google.com/+LiterariocastPodcast/

Para críticas e/ou sugestões envie e-mails para: literariocast@pausaparaumcafe.com.br

Feed do LiterárioCast: http://feeds.feedburner.com/literariocast

Visite nossa página no YouTuner.

Visite nossa página no PodFlix.

  • Lucas Rafael Ferraz

    Opa opa! Salve pessoas! Grande tema e episódio!

    Ok, vai uma seleção de anti-heróis:
    Livros: Roland Deschain da série Torre Negra de Stephen King. Em sua obsessão ele faz o que for necessário pra atingir a Torre.
    Turin Turambar, do Silmarillionse Tolkien. Um dos anti-heróis com história mais desastrosa da fantasia.
    HQ: um que não foi citado, Hellboy. É um herói mas é filho do capeta! Haha
    Série: Dexter, apesar do final ser realmente broxante.
    Piper Chapman, de Orange is the New Black: é a protagonista, heroína, mas na real é uma criminosa mesmo, que fez merda grande.

    É isso ai!

    Abraço!
    Lucas Ferraz, 25 anos, Consultor de TI, Sorocaba, SP

  • Nicolas Ueda – 20 anos – Curitiba/PR

    E ai gente do LC! Beleza?! 🙂

    Parando pra pensar, realmente os anti-heróis são os personagens mais legais geralmente, por trazerem no seu próprio cerne essa questão, do certo e errado, e o que pode ser considerado “heróico”, de acordo com o senso de justiça de cada um. São quase heróis com tons de cinza. 😐

    Eu, sinceramente, em contexto real, não acredito que nem em heróis ou anti-heróis, ou vilões, pois acho que se trata sempre de uma questão de ponto de vista. Obviamente que existem casos que é difícil não ver de uma única forma.

    MAS, na ficção, esses personagens normalmente se destacam, justamente por serem mais críveis. Os meus preferidos são o KANEDA! de Akira, Vegeta, Beatrix Kiddo e, como o Mustefaga citou, Dexter (que traz quase literalmente a questão do “ladrão que rouba ladrão”).

    E é só. Até!

  • Jader Tofoli

    Opa galera, beleza?!

    Achei muito bom o tema, e ainda daria ‘pano pra manga’ pra uma discussão ainda maior sobre que motivações e ações definem um personagem como herói/anti-herói/vilão, mas da forma como vocês abordaram foi bem sucinto e direto, muito legal mesmo.

    Sobre a ‘trilogia do pistoleiro sem nome’ do Eastwood só uma ressalva, ela é inspirada diretamente no filme ‘Yojimbo’ do Akira Kurosawa (‘Por um Punhado de Dolares’ é basicamente a versão western de Yojimbo, onde as situações são as mesmas mas o cenário é o velho-oeste) cujo protagonista também não tem nome fixo (e é também um anti-herói). Recomendo muitíssimo caso não tenham visto, tanto ‘Yojimbo’ quanto ‘Sanjuro’ que é a sequência.

    Um grande abraço a todos, e até a próxima.

  • MVinicius

    Olá pessoal, tudo bem? Achei muito legal o tema até porque conheço muitos anti-heróis e muita gente que também curte esse tipo de personagem. Acredito que o anti-herói faça um sucesso até maior justamente por ser algo mais fora da caixa e dos padrões já pré-estabelecidos do que vem a ser heróismo. Superman é legal em alguns pontos mas como todos dizem, é muito escoteiro e ai vem um Wolverine (principalmente em sua melhor fase, não tanto agora) por exemplo e chama mais atenção justamente por esse estilo. Constantine também é outro que vale a pena ser citado além de House e Sherlock, dois personagens que admiro muito (principalmente se for o Sherlock da BBC) por sua ousadia e liberdade e fazer o bem mesmo que de forma não intencional algumas vezes. Ah, finalizando, Dexter é um ótimo exemplo também, é praticamente um serial killer do bem, rs.

    Parabéns pelo cast, abraço.

  • Guest

    Dexter é para baitola achando que ser um serial Killer é legal tudo um bando emos afrescalhados que ainda moram com os pais querendo ter suas fantasias com assassinos achando que vão transforma-los em heróis.